1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura e Estilo

Composição de Beethoven incluída na Memória da Humanidade

A "Nona Sinfonia" do compositor nascido em Bonn é a primeira obra musical a integrar a lista da Unesco.

Ludwig van Beethoven

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven (1770-1827) foi incluída, como primeira obra musical, na lista da Memória da Humanidade, anunciou o diretor geral da Biblioteca Berlinense do Patrimônio Cultural Prussiano, Antonius Jammers. A entrega do diploma da Unesco se dará em princípios de 2002, numa cerimônia festiva.

A peça, composta por Beethoven entre 1822 e 1824, é marco de um importante desenvolvimento no século 19. Com a inclusão dos versos da Ode à Alegria, de Friedrich Schiller, no final, a voz humana foi introduzida pela primeira vez numa sinfonia, esclareceu Jammers.

Beethoven dedicou sua última sinfonia, que estreou em Viena em 1824, ao rei prussiano Frederico Guilherme III. Das 200 folhas que compõem o manuscrito original da partitura, apenas cinco encontram-se fora de Berlim: duas do segundo movimento, na Casa de Beethoven, em Bonn, e três do final, na Biblioteca Nacional de Paris. A então Biblioteca Real de Berlim adquiriu os originais dos movimentos 1 a 3 já em 1846 e as partes do final que faltavam, em 1901.

Algumas das folhas originais, geralmente preservadas num cofre de aço, serão expostas ao público berlinense na sexta-feira e no sábado (7 e 8).

Outras contribuições da Alemanha para a Memória da Humanidade são o espólio de Johann Wolfgang von Goethe, a invenção da imprensa por Johannes Gutenberg e o filme Metrópolis, de Fritz Lang.

DW.DE