1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa 2014

Beckenbauer interfere na escalação da seleção alemã

Presidente do Comitê Organizador da Copa teme boicote da torcida alemã, caso goleiro Oliver Kahn não seja escalado para o jogo de abertura.

Beckenbauer e Klinsmann: atritos às vésperas da Copa

O presidente do Comitê Organizador da Copa, Franz Beckenbauer, advertiu o técnico Jürgen Klinsmann, nesta quinta-feira (09/03), a nem pensar em escalar o goleiro Jens Lehmann em lugar de Oliver Kahn para o jogo de abertura da Copa (Alemanha x Costa Rica), em 9 de junho, em Munique. "Caso contrário, pode haver uma revolta dos torcedores contra a seleção", afirmou.

Beckenbauer disse também não entender a reclamação de Klinsmann de que falta apoio da opinião pública à seleção alemã. "A crítica vai se intensificar 100 vezes até a Copa", avisou o kaiser.

Ele também deu nota ruim para o trabalho de Klinsmann nos últimos meses. "No começo, funcionou bem e ele conseguiu movimentar algumas coisas. Mas do novo sobrou pouco. Agora, retrocedemos alguns anos. E o tempo está passando", criticou.

Beckenbauer mostrou-se preocupado também com os preparativos da equipe anfitriã para o Mundial. "Quem diz que ainda estamos na fase de desenvolvimento não me passa uma boa sensação", disse, alfinetando Klinsmann, atacante da seleção alemã que conquistou o título em 1990, sob o comando técnico de Beckenbauer.

Klinsmann disse que as críticas não minam sua autoridade. Ele acredita que conseguir resolver as "divergências momentâneas" com Beckenbauer e não descarta continuar treinando a seleção alemã, independentemente de seu desempenho na Copa 2006.